Brasil
AEC - Somos uma associação de empreendedores empretecos

Cadastro AEC

 

Mais sobre Empreendedorismo


Conheça histórias de pessoas que largaram os empregos para ter um food truck

 

Animados pela febre da comida vendida sobre rodas, ex-funcionários viram empreendedores no ramo


Largar o emprego que não satisfaz mais, ter o próprio negócio trabalhando no que gosta e fazendo o seu horário é o sonho de muita gente. É um movimento que ganha cada vez mais adeptos com a chegada da febre dos food trucks ao Recife. Quem trocou a rotina do escritório pelo comércio de comidas e bebidas nas ruas não tem se arrependido.

Para alguns, os ganhos têm sido até três vezes o salário que recebiam no “mercado formal”. É o caso de Karina Lima, ex-gerente de uma loja de decoração e hoje dona da Dalú Gourmet, uma bike de brigadeiros. “Comecei conciliando com o emprego, mas, quando vi a demanda crescer, pedi demissão para me dedicar”, diz. Casada, mãe de um filho, recebeu apoio em casa para tocar o projeto.

Sueli Lucena, que atuava na área de marketing em uma escola de idiomas, vai colocar, em breve, na rua o seu Tuk Tuk Sabores do Mundo, de comida indiana. “Pesquisei e vi que era uma tendência de mercado. Além de aliar o projeto à nossa personalidade”, explica. O investimento na compra e adequação do veículo chegou a R$ 45 mil. Outro empreendedor do ramo, Plácido Neto, trocou a empresa de transporte de funcionários entre Recife e Suape, que existia há 20 anos, pela comida de rua. A primeira van foi de sushi, o Temaki Arretado. Deu tão certo que já abriu mais duas – uma de cachorro quente e outra de frango crocante, que está sendo finalizada. “Passava os finais de semana nas oficinas, na manutenção das vans. Foi um período cansativo e longe da família. Hoje eu sou meu patrão, se estou cansado, não trabalho”, diz.

 

Voltar Home

 

 

Agenda de Eventos

Palavra do Presidente

João Carlos Semedo Mendes
Ações e objetivos

Diversas parcerias comerciais estão sendo firmadas. A ampliação de nossa interação com associações de empretecos em todo o país será uma constante.

 

Copyrights AEC - Todos os direitos reservados